27 de agosto de 2011

Sobre se achar bonita

Já tem um tempinho que eu li este post no blog Escreva Lola Escreva sobre beleza e auto-estima. Foi um relato que me deixou arrepiada e espero que essa leitora (foi uma participação especial) consiga se recuperar e viver melhor.


Eu me senti mal, principalmente porque já tive - e ainda tenho alguns surtos - essa paranoia de me olhar no espelho e falar que estou horrorosa, que estou feia, que estou gorda... Aí entra minha mãe e manda eu parar com bobeira e ir trabalhar logo.


Só que... NÃO SOU gorda. Não mesmo. Se eu estiver com sobrepeso, é mínimo, nem dá pra notar. Roupas apertadas? Nem tanto, todas ainda me servem (cof-cof - tá bom, quase todas). E nunca sofri bullying por isso - se sofri bullying pela minha aparência foi por outro motivo, mas não gordura (acreditem, já falaram até do corte e da cor do meu cabelo).

Resumindo, senti vergonha de mim mesma depois de ler o post.

Daí passei a me policiar mais - eu já me policiava quando percebia que começava a me dar paranoia. Às vezes culpava a TPM, lógico, mas culpar a TPM não é uma desculpa pra muita coisa.

A diferença agora é que quando vejo a paranoia vai atacar, eu me freio e ligo o Fod*-se. Sou assim e assim vou continuar, quem quiser, que repare. Coloco a calça mais confortável, o tênis ou o saltinho mais confortável também, cara lavada só com batom (porque já virou ato reflexo usá-lo) e vamos embora. Continua a insegurança? Até que continua, mas aí eu começo a pensar e tentar me concentrar em outras coisas, no meu trabalho, nas contas pra pagar... E até o fim do dia já nem lembrava que me sentia mal pela manhã.

No dia seguinte, consigo me sentir bem no espelho de novo. Vai entender esses surtos de sobe e desce de auto-estima.

Como eu disse, consigo me olhar no espelho e me sentir bonita. Mais importante, eu consigo me sentir bem COMIGO MESMA. E isso é o que importa. Queria que esse mantra funcionasse todo o dia, porque tem "dias" e "dias". Pode não funcionar AINDA, mas estou trabalhando nisso e hei de chegar lá.

Eu espero que aconteça o mesmo com a leitora da Lola.

Beleza é algo bem relativo, não um padrão a ser seguido. Rótulos não são legais, em nenhuma circunstância. Às vezes eu posso parecer bonita para uma pessoa, mas outra pessoa não gostar muito. Normal.

E olha só, essa semana voltei a malhar. E sei que os resultados virão devagar, mas é como sempre digo, principalmente nas minhas metas de leitura: devagar e sempre...


Aí você pergunta: Mas para que você está malhando, se não tem nem um sobrepeso significativo? Não é a paranoia falando de novo?

E eu respondo: Não, não é a paranoia. Eu ODEIO sedentarismo. Desde o ano passado não malhava, não conseguia nem fazer caminhada (ainda não consigo) e isso estava me incomodando muito, me sentia mais cansada, mais molenga... Gosto de me mexer, de pular, fazer aeroboxe... faz me sentir mais viva, mais alerta... Descarrega todo o mal humor que eu tive no trabalho também, minha mente fica mais leve e durmo melhor.

Mas sim, sei que posso - e vou - perder aqueles quilinhos (sem tirar o chocolate da minha dieta). Sei que eles podem voltar mais rápido também e acrescentar mais alguns quilos ainda. Mas se eu conseguir subir três andares de escada sem perder o fôlego, mesmo com esses quilinhos, hoje em dia pra mim isso é lucro.

Depois é só adaptar o novo número no guarda-roupa e doar as roupas que não me servirem mais. ^_^
É isso.

P.S.: Eu ia postar uma foto minha, para mostrar que realmente não estou/sou gorda... Mas me deu vergonha de novo. Não, não por me achar feia na foto - até que eu sou fotogênica (ah, essa modéstia...), mas é que... vocês iam querer me bater e dizer que realmente eu não tenho motivos para reclamar.

4 comentários:

Lany disse...

Ótimo texto Lucy! ADOREI!

Eu co certeza estou com um pedo maior do que deveria e eu tento sim não ficar neurótica com isso. Me controlo, tento cortar pelo menos um pouco dos doces... É difícil? É. Mas eu gosto muito de comer, então enquanto eu puder, eu vou acabar enrolando para fazer uma dieta rígida. E não adianta, eu nunca vou ficar magra, porque não é do meu biotipo...
E assim como você, eu também faço exercício físico por gostar. Eu acho que atividade física nos deixa mais alerta e mais disposta!E também tem o fato que eu ABSOLUTAMENTE AMO qualquer tipo de dança. Sim, eu passei da idade e do peso, mas eu tenho orgulho em dizer que faço ballet e jazz. E vou continuar dançando e me apresentando até quando puder!

Lucy disse...

Lany, vc não tem ideia como tenho orgulhinho de vc! *__* Porque eu acho LINDO quem dança, quem faz balé, jazz, dança do ventre... Se eu pudesse, eu faria todas! hahaha Adoro dançar, mas já perdi o rebolado! XD

E sim, o meu biotipo também não é o da mais enxuta, sempre vou ter aquele quadril considerável. hehehe Também tento diminuir o doce, porque tem dias q exagero, mas cortar de vez? No way! (só em caso extremo, como diabetes, mas enfim...)

mundomel disse...

Lucy, achei seu post ótimo e bem corajoso! Afinal, é difícil falar dessas coisas e não se sentir super exposto e até meio "idiota". Mas acho que issopode ajudar muita gente.

Então eu também tenho essas paranoias de vez em quando e também não sou gorda. Okay, tenho um sobrepesinho básico, mas não é nada sério. Ninguém nunca me chamou de gorda (só gente anoréxica com problema mas aí não conta). O lance é mesmo se policiar. Me identifiquei muito com o que você escreveu de ir se freando aos poucos e de não conseguir sempre. Mas acho que isso é um exercício.

Sobre fazer exercícios físicos, concordo com você. Nâo quero fazer exercício pra ficar gostosona e sim pra ter uma resistência maior, não ficar molenga nem preguiçosa. Exercício te faz mais ativa, mais viva. Já fiz Pilates e agora estou fazendo exercício em casa numa esteira elétrica. Tem sido bom, mas já penso em ir fazer uma arte marcial ou coisa assim pra ficar mais ativa.

Cortar doce? Sem chance!!!

Lucy disse...

Obrigada, Mel!
Na verdade, eu fiz o texto, li e refiz não sei qtas vezes, pq sempre achava alguma coisa irrelevante (ou o texto todo) rsrs. Valeu mesmo!

Eu morro de vontade de fazer Pilates, mas perto da onde trabalho é mto, mto caro. E ñ tem perto de casa. Por enqto estou me arranjando com um circuito normal, mas é mais para um aquecimento, pelo tempo q fiquei parada. hehehe
Bjos!